Páginas

www.marquinhodjblackmusic.blogspot.com

29 de jan de 2011

Ex-Destiny's Child faz shows no Brasil em março


A cantora norte-americana Kelly Rowland fará dois shows no Brasil em março. A ex-integrante do grupo vocal Destiny's Child, do qual Beyoncé também fez parte, tem apresentações marcardas em São Paulo, no dia 5; e em Florianópolis, no dia 6. Dona da 2º música mais executada no mundo em 2010, "When love takes over", Kelly deu início à sua carreira solo em 2002, quando gravou a canção "Dilemma" em parceria com o rapper Nelly. No ano seguinte, lançaria seu primeiro disco solo, "Simply deep". Em junho de 2007, saiu "Ms. Kelly", disco que contou a colaboração, entre outros do rapper Snoop Dogg. Junto do Destiny's Child, vendeu mais de 50 milhões de CDs pelo mundo, emplacou 4 hits em primeiro lugar na tradicional parada da revista "Billboard" e foi homenageada com uma estrela na Calçada da Fama de Holywood em março de 2006. Kelly Rowland em São Paulo Onde: Local Flexx, Avenida Marquês de São Vicente, 1.767 - Barra Funda Quando: sábado de carnaval (5 de março) Horário: 22h Ingressos: R$ 60; à venda na internet pelo site www.blueticket.com.br ou nos postos autorizados Informações: (11) 3612-4402 Kelly Rowland em Florianópolis Onde: Lagoa Iate Club (Lic), Rua Hypólito V. Pereira, 620 - Lagoa da Conceição Quando: domingo de carnaval (6 de março) Horário: 23h Ingressos: R$ 60; à venda na internet pelo site www.blueticket.com.br ou nos postos autorizados

Kool and the Gang Steppin' Into Love

23 de jan de 2011

Sanaa Lathan


Sanaa McCoy Lathan (19 de Setembro de 1971, Nova Iorque, EUA) é uma actriz norte-americana mais conhecida atualmente por sua atuação no filme Alien vs. Predator. Tem 1,73 m de altura.

Gabrielle Union


Gabrielle Monique Union (Omaha, 29 de outubro de 1972) é uma atriz estadunidense e uma ex-modelo.

Entre suas atuações, estão a de adversária da atriz Kirsten Dunst no filme Teenagers - As Apimentadas. Ela também estrelou o filme Bad Boys II, fazendo o papel de uma policial, irmã de Marcus (Martin Lawrence) e par romântico de Mike (Will Smith).E la fez o filme Dave o grande.

Nia Long


Nitara Carlynn Long (Brooklyn, Nova Iorque, 30 de outubro de 1970) é uma atriz estadunidense e, eventualmente, diretora de videoclipes musicais.

Nia Long nasceu e cresceu no Brooklyn, em Nova Iorque, filha de um casal de imigrantes de Trinidad e Tobago. Seu pai foi um professor de colegial e sua mãe uma professora de artes e motorista de ônibus. Seu pseudônimo, Nia, é um dos sete dias de Kwanzaa, que significa "propósito" ou "finalidade" em Swahili. Seus pais se divorciaram quando ela tinha apenas dois anos de idade, sendo que ela e sua mãe se mudaram para Iowa City, Iowa, quando sua mãe foi estudar artes finas. Logo se mudaram para o sul de Los Angeles quando Nia tinha sete anos. Seu pai continuou morando em Nova Jersey. Nia tem uma irmã.

Estudou balé, sapateado, jazz, ginástica, guitarra e artes na Christian School. Se graduou pela Westchester High School em 1989. Tendo que optar por várias oportunidades de trabalho, e vivendo problemas financeiros com a família, Long quase desistiu de sua carreira. Atualmente é casada com o ator Massai Z. Dorsey, com quem tem um filho chamado Massai Zhivago Dorsey II, nascido em 26 de novembro de 2000.

Por quinze anos, contou com a ajuda de Betty Bridges para conseguir se firmar na carreira de atriz. Ganhou algum destaque com a novela americana Guiding Light de 1991 à 1994, como a personagem Kat. Depois, ficou famosa por interpretar a namorada de Will Smith na série Um Maluco no Pedaço, convidada pessoalmente pelo ator/cantor. De 2003 à 2005, participou da série Third Watch como Sasha Monroe, quando ganhou destaque e vários prêmios. Depois, fez aparições em séries como Everwood interpretando Cassie, e em Boston Legal, no ano de 2007.

Em filmes, participou de alguns como personagem principal, em outros secundários, com destaque para Vovó...Zona 1 e 2, quando contracenou o par romântico de Martin Lawrence. Estrelou também quatro filmes ao lado do ator e rapper Ice Cube. Apareceu também com destaque no filme Feito Sob Encomenda, quando contracenou com Whoopi Goldberg, Ted Danson e Will Smith, quem a convidou.

Nia Long também apareceu no video clipe Touch The Sky do rapper Kanye West. Depois, dirigiu o clipe This Too Shall Pass da cantora gospel Yolanda Adams. Em 2000, foi considerada uma das 50 pessoas mais belas pela revista People, e a terceira mais sexy pela revista afro-americana Black Men´s Magazine. Venceu o prêmio da NAACP de Melhor Atriz Coadjuvante pela personagem Sasha Monroe na série Third Watch em 2004. Long também co-dirigiu o video clipe Baby da cantora de R&B Ashanti.

Toni Garrido


Antônio Bento da Silva Filho, conhecido como Toni Garrido, (Rio de Janeiro, 7 de setembro de 1967) é cantor, apresentador de tv e ator brasileiro. Natural de Realengo (Rio de Janeiro). Signo de virgem, formado em Fisioterapia e Educação Física, casado com a produtora de moda Regina Coelho com quem teve duas filhas (Vitória e Isadora). Foi vocalista da banda de reggae Cidade Negra de 1994 a 2008, e em Dezembro de 2010 anunciou a sua volta ao Cidade Negra, antes disso, participava da Banda Bel (banda que misturava samba, funk e soul).

Filho de mãe negra e pai branco, descendente de índios, caçula de três irmãs, sua mãe biológica Teresa trabalhava de empregada doméstica na casa de Ofélia, mulher que vendo às dificuldades de sua família, acabou criando-o. A família "Garrido" pertencia a classe média de Copacabana, sua mãe Ofélia o matriculou numa escola onde deu a oportunidade de Toni estudar e correr atrás de seus sonhos.

Toni iniciou no mundo da música como vocalista da extinta Banda Bel, onde chegou a emplacar o sucesso "Romário", também em homenagem ao artilheiro. Em 1994, durante o período em que o então vocalista do Cidade Negra, Rás Bernardo, saiu do grupo, foi convocado para substituí-lo. A partir de sua entrada, o Cidade encaminhou para um perfil melodicamente mais pop e de igual maneira dançante, mas sem fugir ao universo do reggae. Conclusão: fez do Cd "Sobre Todas as Forças" campeão de vendas, atingindo 800 000 cópias, estourando músicas como "Aonde Você Mora", "Pensamento" e "Doutor".

Toni continuou se destacando a frente do grupo Cidade Negra e no disco "O Erê", lançado em 1996, emplacou o Cd Duplo de Platina, onde o público descobriu pérolas como a música "Firmamento", "Realidade Virtual" e "O Erê".

Dois anos depois foi lançado o CD Quanto Mais Curtido Melhor e Toni começou a se dedicar também ao cinema, sua segunda paixão. Já em 1999 atuou como ator no filme de Cacá Diegues, "Orfeu", além de ter cantado na trilha. Outra canção que, claro merece destaque é "Solteiro no Rio de Janeiro", da trilha sonora do filme "Como ser Solteiro", sua primeira aparição solo.

Em 2000, foi à Europa para o lançamento de "Dubs", o primeiro lançado no Brasil, um acontecimento histórico na nossa música que, juntamente com o álbum "Hits", vendeu mais de 300 mil cópias. No ano de 2002, comemorando 15 anos de carreira, lançaram o Acústico MTV, com participação de Gilberto Gil na releitura de "Extra" tendo duas inéditas, "Berlim" e "Girassol". Além disso, apresentou ao lado de Angélica o programa Fama na Rede Globo. Após esse período, além de cantor, ator e apresentador, ele também trabalha para aventurar-se na direção de um filme.

Em julho de 2008 Toni Garrido deixou o Cidade Negra para se dedicar à carreira solo.

Regina Casé


Regina Maria Barreto Casé, mais conhecido como Regina Casé (Rio de Janeiro, 25 de fevereiro de 1954) é uma atriz e comediante brasileira.

Filha de Geraldo Casé, aos vinte anos, fundou com Hamilton Vaz Pereira, Jorge Alberto Soares, Luiz Arthur Peixoto e Daniel Dantas o grupo teatral Asdrúbal Trouxe o Trombone, que movimentou o cenário cultural carioca na década de 1970. Entre os trabalhos do grupo, destacam-se a adaptação de O Inspetor Geral, de Nikolai Gogol, feita em 1974, e que rendeu o Prêmio Governador do Estado de atriz revelação a Regina Casé, a peça Trate-me Leão (1977), de Hamilton Vaz Pereira, pela qual recebeu o Prêmio Molière.

Ainda na década de 1970, fez sua estréia no cinema, participando do filme Chuvas de Verão (1978), de Cacá Diegues. Sua carreira inclui atuações em clássicos do cinema brasileiro como Eu Te Amo (1981), de Arnaldo Jabor; Os Sete Gatinhos (1980), de Neville de Almeida; O Segredo da Múmia (1982), de Ivan Cardoso; e A Marvada Carne (1985), de André Klotzel. Também atuou nos filmes Cinema Falado (1986), de Caetano Veloso; Luar sobre Parador (1988), de Paul Mazursky; O Grande Mentecapto (1989), de Oswaldo Caldeira; e Eu, Tu, Eles (2001), de Andrucha Waddington.

Sua estréia na televisão aconteceu na Rede Globo, em 1983, com uma participação na novela Guerra dos Sexos, de Sílvio de Abreu. Naquele ano, trabalhou ainda no seriado infantil Sítio do Pica Pau Amarelo, então dirigido por seu pai, Geraldo Casé.

Em 1984, integrou o elenco de Vereda Tropical, de Carlos Lombardi e participou do infantil Plunct, Plact, Zuuum II. Também nessa época, integrou o elenco do humorístico Chico Anysio Show.

Em 1986, ganhou seu primeiro personagem de grande sucesso em tele-novelas, a Albertina Pimenta, ou simplesmente Tina Pepper, de Cambalacho, escrita por Silvio de Abreu. Tina Pepper foi criada especialmente para a atriz e fez tanto sucesso que Regina Casé chegou a se apresentar com a personagem no Cassino do Chacrinha (1982).

Tornou-se nacionalmente conhecida com o programa TV Pirata, humorístico criado em 1988 com a proposta de satirizar a própria televisão.

Em abril de 1991, estreou o Programa Legal, comandado por ela e Luiz Fernando Guimarães, com direção de Guel Arraes e Belisário Franca. Idealizado por Regina Casé e pelo antropólogo Hermano Vianna, o programa misturava documentário, ficção e humor, e ganhou o prêmio da Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA) na categoria humor. Na mesma época, atuou na peça Nardja Zulpério, monólogo escrito por Hamilton Vaz Pereira e que ficou em cartaz durante cinco anos.

Em 1992, foi eleita a melhor comediante do ano pelo júri do Troféu Imprensa, que também premiou o Programa Legal como melhor humorístico da televisão. Apesar da grande repercussão, o programa deixou de ser produzido em dezembro daquele mesmo ano. Sua equipe, porém, passaria a produzir o quadro Na Geral, exibido pelo Fantástico a partir de 1994.

Ao longo de sua trajetória na Rede Globo, também participou de programas especiais da emissora, como a comemoração dos 25 anos de Os Trapalhões, em 1991, e o show anual de Roberto Carlos, em dezembro de 1993, em que representou uma tiete do cantor.

Em dezembro de 1992, a Rede Globo transmitiu o especial Brasil Legal, que seria a atração seguinte comandada por ela na emissora, a partir de maio de 1995. Com o programa, Regina Casé viajava o país para mostrar lugares e tipos interessantes ou inusitados, quase sempre anônimos. Criado pelo núcleo de produção do diretor Guel Arraes com o objetivo de explorar a veia humorística da atriz, acabou se tornando uma espécie de documentário semanal de costumes e incluía também viagens ao exterior. O programa foi dirigido por diferentes nomes, como Sandra Kogut, João Alegria, Luís Felipe de Sá, Alberto Renault e Estevão Ciavatta. Pela redação do Brasil Legal passaram Pedro Cardoso, Cláudio Paiva, Jorge Furtado, Hermano Vianna, Guel Arraes, entre outros.

Em 1997, fez uma participação no quadro Vida ao Vivo Show, apresentado no Fantástico por Luiz Fernando Guimarães e Pedro Cardoso, que daria origem ao programa exibido pela Rede Globo entre 1998 e 1999.

O término do Brasil Legal, em 1998, foi imediatamente seguido da estréia de Muvuca, em 1999, programa semanal comandado por ela e produzido pelo núcleo de Guel Arraes.

Muvuca misturava talk-show e reportagens especiais, unindo pessoas de diferentes universos. Famosos e anônimos eram convidados a participarem juntos do mesmo programa, que tinha como característica a espontaneidade e informalidade, marcas da apresentadora. Não havia um tema definido, nem um roteiro fixo. A edição final aproveitava as situações mais espontâneas e as melhores informações dos entrevistados. O programa, no entanto, ao contrário do Brasil Legal, foi retirado do ar no final de 2000, por baixa audiência.

As experiências do Programa Legal e do Brasil Legal geraram séries educativas, como o Escola Legal, dentro do projeto Tele Escola (1996), da Fundação Roberto Marinho, e o Histórias do Brasil Legal (1998), para o Canal Futura. A partir de 2001, também para o Futura, Regina Casé e o diretor Estevão Ciavatta, com quem a atriz se casou em 1999, passaram a produzir o programa Um pé de quê?, contando histórias sobre as origens e as características de diversas árvores.

Depois de quinze anos sem atuar em novelas, participou de As Filhas da Mãe em 2001, de Sílvio de Abreu, Alcides Nogueira e Bosco Brasil, com a colaboração de Sandra Louzada.

Também em 2001, apresentou Que História é Essa?, especial de fim de ano exibido pelo Canal Futura, no qual abordava histórias ocorridas com pessoas comuns, noticiadas no mesmo dia de acontecimentos históricos. Com parte de sua ação ambientada na Biblioteca Nacional, o especial voltou a ser produzido em dezembro de 2002, quando foi exibido no Fantástico.

Em 2002, estreou como autora e diretora de televisão, ao lado do cineasta Fernando Meirelles, com o episódio Uólace e João Victor, que deu origem ao seriado Cidade dos Homens do mesmo ano. Estrelado pela dupla de atores Darlan Cunha e Douglas Silva, Laranjinha e Acerola, o seriado mostrava o cotidiano de dois meninos numa favela carioca e teve outros três episódios assinados por Regina Casé: Tem Que Ser Agora (2003), Pais e Filhos (2004) e As Aparências Enganam (2005).

Em 2003, apresentou Cena Aberta, de Jorge Furtado, Guel Arraes e da própria Regina, programa produzido pela TV Globo em parceira com a Casa de Cinema, de Porto Alegre. A atração ganhou Menção Especial no Festival Tout Écran, competição internacional de filmes e televisão, na Suíça. A série de quatro episódios foi premiada na categoria Séries, Coleções e Dramas de Longa Metragem. Também levou o prêmio de melhor programa de televisão da Associação Paulista de Críticos de Arte. Em 2004, esteve à frente de São Paulo de Piratininga, série de reportagens exibida pelo Fantástico em comemoração aos 450 anos de fundação da cidade.

Durante o ano de 2006, comandou o Central da Periferia, programa de auditório ao ar livre voltado exclusivamente para a produção cultural das regiões menos favorecidas do país. A mesma equipe de produção do Central da Periferia era responsável pelo quadro Minha Periferia, exibido semanalmente, aos domingos, no Fantástico.

Em 2007, atuou pela primeira vez em uma mini-série, Amazônia, de Galvez a Chico Mendes, de Glória Perez. Com a série de reportagens Minha Periferia é o Mundo, voltou a apresentar um quadro no Fantástico, focalizando a vida dos grandes centros urbanos, agora não só do Brasil, mas do mundo.

Em 2009, a biografia dela foi enredo da escola de samba de São Paulo Leandro de Itaquera. No mesmo ano, participou na mini-série Som & Fúria (Rede Globo) e no quadro do Fantástico, Vem com Tudo. Regina Casé é mãe de Benedita, fruto do casamento com o artista plástico Luiz Zerbini. É casada desde 1999 com o diretor Estevão Ciavatta. Em 2008, perdeu seu pai, Geraldo Casé, e seu marido sofreu um acidente que o deixou tetraplégico.

Camila Pitanga


Camila Manhães Sampaio, mais conhecida como Camila Pitanga (Rio de Janeiro, 12 de junho de 1977) é uma atriz e modelo brasileira.

É filha dos atores Vera Manhães e Antônio Pitanga, e irmã do também ator Rocco Pitanga. É, desde 2001, casada com o diretor de arte Cláudio Amaral Peixoto, e com ele teve, em 2008, uma filha chamada Antônia (em homenagem ao pai).

É ateísta.

Estudou no Colégio Pentágono, do Rio de Janeiro.

Em 1984, aos seis anos de idade, foi figurante no filme Quilombo, de Cacá Diegues. Ainda muito jovem, começou carreira de modelo e foi angeliquete, uma das assistentes de palco da apresentadora Angélica no Clube da Criança, da extinta TV Manchete.

Estreou na TV com a minissérie Sex Appeal, e logo em seguida participou da novela Fera Ferida, ambas de (1993). No cinema, seu primeiro trabalho foi no longa-metragem Super Colosso (1995).

Em 2000, ganhou seu primeiro papel de destaque, a índia Catarina Paraguaçu, na microssérie A Invenção do Brasil. Nesse mesmo ano, foi uma das protagonistas da série Garotas do Programa, ao lado de atrizes como: Mariana Hein, Zezé Polessa, Betty Gofman, Drica Moraes e Marília Pêra.

Em 2001, viveu a sua primeira antagonista, Esmeralda, na novela Porto dos Milagres.

Em 2002, protagonizou a minissérie Pastores da Noite, exibida dentro da série Brava Gente, e em 2003, atuou como a médica Luciana, de Mulheres Apaixonadas, onde fazia par romântico com Rodrigo Santoro, seu primo na trama. Os dois demonstraram bastante química juntos, as cenas de amor versus ódio fazem sucesso até hoje no Youtube, bem como o jargão, "Amor de primo não acaba nunca", embalada pelo sucesso "Amor Maior" do Jota Quest.

Em 2005, despontou em Belíssima como Mônica Santana, irmã do antagonista principal da novela, André.

Em 2007, após a recusa da atriz Mariana Ximenes para interpretar a prostituta Bebel de Paraíso Tropical, foi escalada para o papel, tendo conseguido bastante destaque com a personagem. Bebel foi sua segunda antagonista e um dos principais fatores do sucesso da novela. O autor Gilberto Braga chegou a duvidar que Camila conseguiria desempenhar bem o papel, que lhe rendeu bastante elogios, várias indicações e prêmios de Melhor Atriz. Bebel representa um divisor de águas em sua carreira, que lhe consagrou e a colocou no time dos principais atores do casting da Globo. Durante a trama, a atriz recebeu convite para posar nua para a revista Playboy graças ao seu enorme apelo sensual da personagem. Porém, a atriz afirmou não ver possibilidade de tirar a roupa para nenhuma revista masculina.

Em 19 de maio de 2008, nasceu Antônia, primeira filha de Camila e do seu marido Cláudio Amaral Peixoto. Antônia nasceu de parto normal pesando 3,200kg e medindo 51cm num hospital do Rio de Janeiro.

Em 2008, apresentou o musical Som Brasil e substituiu a atriz Luana Piovanni no seriado dominical Faça sua História.

Entre 2009 e 2010, viveu sua primeira protagonista de novelas, a ex empregada Rose, em Cama de Gato, novela de Duca Rachid e Thelma Guedes.

Zezé Motta


Maria José Motta de Oliveira, conhecida como Zezé Motta (Campos dos Goytacazes, 27 de junho de 1944) é uma atriz e cantora brasileira.

Mudou-se com a família para o Rio de Janeiro quando tinha dois anos de idade. Frequentou a escola do teatro Tablado. Começou a carreira de atriz em 1967, estrelando a peça Roda-viva, de Chico Buarque. Em 1969, atuou em Fígaro, fígaro, Arena canta Zumbi e A vida escrachada de Joana Martini e Baby Stompanato. Em 1972, participou de Orfeu negro e, em 1974, atuou em Godspell.

A carreira de cantora teve início em 1971, em casas noturnas paulistas. De 1975 a 1979, lançou três LPs. Nos anos 1980, lançou mais três discos.

Ela nunca conseguiu engravidar, e ao longo de sua vida adotou cinco meninas, hoje, adultas: Luciana, Nadine, Sirlene, Carla e Cíntia. Ela criou sozinha as meninas desde que ela eram bebês. Adotou uma por uma, ao longo dos anos. Ela é avó de Luíz Antônio, filho de Nadine, de Heron e Loma, filhos de Sirlene, e de Isadora, filha de Luciana. Foi casada algumas vezes.

Participou de filmes como Vai trabalhar, vagabundo (1973), Ouro Sangrento, Anjos da Noite, Tieta do Agreste, Xica da Silva (1976) e que a consagrou internacionalmente, e Orfeu. Em 1994 gravou a canção o ciclo da vida,abertura do filme o rei leão (1994). Atuou na telenovela Xica da Silva em 1996, vinte anos depois de protagonizar o filme, e onde fez a mãe de Xica, no início, e Xica na maturidade, no final.

Na televisão, participou também das telenovelas Corpo a corpo e A próxima vítima, Porto dos Milagres, Renascer, Xica da Silva, entre outras, e nas minisséries Memorial de Maria Moura e Chiquinha Gonzaga, ambas na Rede Globo. É considerada uma das mais importantes atrizes negras do Brasil. Atualmente acabou de fazer a novela Luz do Sol na Rede Record e se prepara para seu retorno a Rede Globo como a avó negra de Daisy, Maria Perpétua, em Malhação, no início de dezembroDesde a década de 1960, quando surgiram os especiais do Festival de Música Popular Brasileira (TV Record), até o fim da década de 1980, a televisão brasileira foi marcada pelo sucesso dos espetáculos transmitidos que apresentavam os novos talentos, registrando índices recordes de audiência. O especial Mulher 80 (Rede Globo), foi um destes marcantes momentos da televisão; o programa exibiu uma série de entrevistas e musicais cujo tema era a mulher e a discussão do papel feminino na sociedade de então abordando esta temática no contexto da música nacional e a inegável preponderância das vozes femininas, com Elis Regina, Maria Bethânia, Fafá de Belém, Marina Lima, Simone, Rita Lee, Joanna, Zezé Motta, Gal Costa e as participações especiais das atrizes Regina Duarte e Narjara Turetta, que protagonizaram o seriado Malu Mulher. Também fez parte do elenco do Telecurso 2000, programa educativo da Rede Globo. Além disso, participa esporadicamente de discussões sobre o papel dos negros na teledramaturgia. Já interpretou várias canções traduzidas de filmes clássicos da Walt Disney Pictures durante os anos 80 e 90, especialmente o Rei Leão e a Pequena Sereia.

Divina Saudade (1995), Chave dos Segredos (1985), Negritude (1979), Zezé Motta (1978), entre outros.

22 de jan de 2011

Tony Parker



Tony Parker (William Anthony Parker) (Bruges, 17 de maio de 1982) é um jogador de basquete belga, que cresceu e foi criado na França. É um jogador profissional da NBA, e atua como armador na equipe do San Antonio Spurs.

Parker cresceu no meio do basquete, pois seu pai jogou no basquete universitário americano, pela faculdade Loyola e jogou profissionalmente durante 15 na Europa. O tio de Parker também jogava basquete, Jean-Pierre Staelens é considerado uma das lendas do basquete francês.

Após algumas viagens aos Estados Unidos, Parker viu pela primeira vez vários ídolos do basquete como Michael Jordan, Isiah Thomas e Gary Payton. Isso foi o que fez com que Parker levasse a sério o basquete. Aos 15 anos ele entrou no INSEP (intituto nacional de educação física - França) mas acabou sendo relocado para a equipe da segunda divisão Centre Federal. Após uma temporada vitoriosa, Parker voltou para o time principal do INSEP, onde foi o líder em pontos e roubos de bola.

A sua atução no INSEP chamou a atenção do principal time da França, o Paris Saint-Germain Racing, o qual ele fez parte após terminar seus estudos. No seu primeiro ano como profissional, Tony Parker teve que ficar no banco para observar os jogadores mais velhos, o que o fez evoluir como jogador. No ano seguinte ele foi chamado para a seleção junior de basquete francesa e ajudou o seu país a vencer o campeonato europeu.

Em 2000 Parker foi convidado para um torneio da Nike, onde vários olheiros e técnicos de universidades e times americanos estariam presentes. Parker foi o principal jogador do evento, recebendo convite das melhores universidades americanas para jogar por elas. Porém, ele preferiu seguir no basquete profissional da França, pois soube que seria titular. Após duas excelentes temporadas francesas e ter sido escolhido o melhor jogador do campenato europeu de seleções sub-21, Parker voltou a chamar a atenção de equipes da NBA, em especial o San Antonio Spurs.

Parker foi ascolhido na primeira rodada do draft da NBA pelo último time, o San Antonio Spurs. Já em sua primeira temporada ele fez impacto para sua equipe, após ter sido escalado como titular. Ele ajudou a sua equipe fazendo muitas assistências e deixando grandes jogadores como Tim Duncan e David Robinson brilharem.

Ele ajudou seu time a vencer 3 títulos da NBA (2003, 2005 e 2007) e foi considerado o MVP das finais da NBA em 2007.

Fútbol Club Barcelona


Fundado em 29 de novembro de 1899, é um dos símbolos da Catalunha, região que mostra um forte sentimento separatista em relação ao resto da Espanha. Tendo como principal rival o Real Madrid, pratica o futebol mais bonito do mundo na atualidade, graças a um estilo de jogo que passa de geração a geração e que tem hoje Lionel Messi como grande estrela. Já conquistou 20 títulos espanhóis e três Ligas dos Campeões. * Fundação 25/11/1899 * Presidente Sandro Rosell * Estádio Camp Nou * Site www.fcbarcelona.com * Títulos Espanhol (28-29, 44-45, 47-48, 48-49, 51-52, 52-53, 58-59, 59-60, 73-74, 84-85, 90-91, 91-92, 92-93, 93-94, 97-98, 98-99, 04-05, 05-06, 08-09 e 09-10), Liga dos Campeões da Uefa (91-92, 05-06 e 08-09), Copa Uefa (58, 60 e 65-66) e Mundial Interclubes da Fifa (09)

21 de jan de 2011

G.R. CACIQUE DE RAMOS (50 ANOS)



De cadeira de rodas, Beth Carvalho canta ao lado de Zeca na festa do Cacique.

Rio - Há dois anos longe dos palcos por causa de problemas na coluna, Beth Carvalho emocionou o público que lotou a quadra do Cacique de Ramos, nesta quinta-feira, durante a festa de 50 anos da agremiação. De cadeira de roda, a cantora esbanjou simpatia e relembrou grandes sucessos do samba ao lado de Arlindo Cruz, Zeca Pagodinh e dos integrantes do Fundo de Quintal.
História de glórias

O ano era 1977 quando Beth chegou à quadra na Rua Uranos levada pelo amigo e jogador de futebol Alcir Portela. Às quartas-feiras, após a pelada, acontecia uma roda de samba já consagrada no subúrbio carioca. “Era um som novo de samba, do Fundo de Quintal amador. Fiquei impressionada com o talento, o suingue e a forma de tocar instrumentos novos. O banjo com afinação de cavaquinho foi invenção do Almir Guineto, o tantã foi criado pelo Sereno, e o repique de mão, pelo Ubirany. Fiquei encantada a ponto de procurar casa em Ramos para morar. Só ia em casa para dormir. Só queria sair para conhecer aqueles pagodes maravilhosos”, relembra Beth, que, depois de cinco anos, voltou, a convite de O DIA, à quadra do bloco, agora renovada.

Quando conheceu o Cacique, a cantora, depois de um ano de ‘imersão’, lançou ‘De Pé no Chão’ (1978), com o hit ‘Vou Festejar’, de Jorge Aragão, Dida e Neoci Dias. O álbum teve ainda as fotos da capa e da contracapa feitas na quadra do Cacique. Foi naquele quintal, aos pés de uma frondosa tamarineira, que Beth viu pela primeira vez Zeca Pagodinho versar.

“Ele chegou com um cavaquinho numa sacola de supermercado, chinelo de dedo, e eu falei: ‘Deixa eu ouvir que esse cara é bom’. Eles eram muito rígidos, não era qualquer um que chegava a cantar. O Zeca esperava a vez dele”, conta a madrinha, que ali decidiu gravar a música ‘Camarão que Dorme a Onda Leva’, da autoria do sambista.

Aliás, o que não falta à tamarineira é história. Reza a lenda que quem for lá, se tiver talento, ficará famoso. “Minha mãe, Conceição, foi uma das primeiras filhas de santo da Mãe Menininha do Gantois. Ela colocou um preceito aqui dentro da árvore, que quem viesse com um dote seria identificado e se tornaria uma pessoa famosa”, explica Bira, que viu sair de lá para a fama a repórter Gloria Maria, então primeira princesa do bloco, quando foi descoberta em uma apresentação do Cacique no Programa do Chacrinha, e Emílio Santiago, que começou a cantar por lá.

O bom da vida é ‘caciquear’


Em seus primeiros desfiles, o Cacique saía por Ramos e se concentrava na Rua das Missões, hoje Rua Nossa Senhora das Graças, junto ao bar frequentado por Pixinguinha e João da Baiana. Em 1973, começou a sair na Av. Presidente Vargas, onde concorria com o Bafo da Onça. Depois, foi crescendo, a ponto de engolir o Bafo, em 1978, quando saiu com mais de dez mil componentes. “Somos o único bloco que desfila os três dias na Rio Branco. E estamos voltando àquele tempo. Nesse Carnaval já estamos com cinco mil componentes”, avisa Bira.

Não foi à toa que Noca da Portela criou um verbo na música ‘Caciqueando’. “Caciquear é uma vida. É tudo que eu e muitos outros fazemos há 50 anos, curtindo o convívio carnavalesco e social. O Cacique deixou de ser só Carnaval para ser evolução do que chamam vulgarmente de pagode. A gente nem pode chamar de pagode o que acontecia aqui, virou um gênero, mas pagode é reunião de pessoas”, observa Ubirany, que ao lado do irmão Bira e de Sereno são os únicos remanescentes da formação original do Fundo de Quintal.

“É qualquer coisa de espetacular ver esse aniversário do Cacique, que é uma identidade cultural, espaço de resistência. Graças a Deus, aqui o portão é aberto, todo mundo que vem aqui, brinca, curte. A escola de samba é muito bonita, mas, hoje, ela dói no bolso. Deus conserve esse bloco, porque ele é alegria do Carnaval”, resume Sereno, que, ao lado do filho André Renato, compôs ‘Cacique, a Consagração’, faixa do novo CD do Fundo de Quintal, ‘Nossa Verdade’.

16 de jan de 2011

06/02/11 * 14 h. Aniversário da Lena Promoter

Bohëmios de Irajá - Irajá - RJ
Dia 06/02 * 14 h.
convite: 15,00 (direito a feijoada)
Cantor: Marquinho Sensação
Dj,s Marquinho, Rjay, Toddy e Rodrigo

14 de jan de 2011

SOS REGIÃO SERRANA DO R.J


Saiba onde fazer doações para as vítimas das chuvas no Rio.

A Defesa Civil dos municípios afetados pelas chuvas na região Serrana do Rio de Janeiro, o governo estadual, ONGs e a Cruz Vermelha do Brasil arrecadam doações para os desabrigados. Os produtos de maior necessidade são água e leite (em recipientes lacrados, de preferência comprados em supermercados), colchonetes (colchões não serão aceitos), alimentos não-perecíveis (arroz, feijão, óleo, massas, biscoitos etc.), roupas, material de limpeza (principalmente água sanitária e cloro) e artigos de higiene pessoal (escovas e pasta de dentes, sabonete etc.). Veja contas !

O Banco do Brasil abriu duas contas para doações da população aos atingidos pelas chuvas nos municípios de Teresópolis e Nova Friburgo.

Os recursos recebidos serão administrados diretamente pelas Prefeituras dos municípios.

Os dados da conta corrente, em nome da Prefeitura de Teresópolis, são: agência 0741-2, c/c 110000-9.

Já para ajudar às vítimas de Nova Friburgo os dados são: agência: 0335-2, c/c:120.000-3.

Os depósitos podem ser feitos em qualquer valor, a partir de todas as regiões do Brasil e também do exterior.

11 de jan de 2011

Janelle Monáe - tightrope








Rihanna entra para história !

Após ultrapassar o ganhador da última edição do programa de talentos X-Factor, o cantor Matt Cardle, Rihanna conseguiu um feito inédito: ela é a primeira mulher a alcançar o topo da parada inglesa durante cinco anos seguidos.
A cantora finalmente conquistou o primeiro lugar da parada de singles essa semana com a sua "What's My Name (feat. Drake)" em parceria com o rapper Drake, depois de ter chegado em segundo na semana anterior.
As outras canções que garantiram a conquista de Rihanna foram "Only Girl (in The World)" no ano passado, "Run This Town" em 2009, "Take a Bow" em 2008 e "Umbrella" em 2007.Elvis Presley foi o último artista solo que alcançou este feito, entre os anos de 1957 e 1963.








8 de jan de 2011

Companhia de dança Star


A Companhia de Dança Stars surgiu no ano de 2005 com a iniciativa de Wallacy “Chocolate” e Raiane “Cacau” (Ex-integrante) no bairro de Oswaldo Cruz (ZONA NORTE DO RIO DE JANEIRO) que tinham um sonho de montar um grupo de dança de rua e divulgar a cultura hip hop na comunidade onde residiam juntos com seus amigos mais próximos na época, assim tendo sua 1º formação Chocolate, Adriano, Alanzinho, Sasá, Mile, Cacau e Susu, no começo fazendo apresentações em igrejas, festas de 15 anos e eventos locais de a Companhia de Street Dance Stars chamada assim na época na foi ganhando seu espaço sendo chamada pra muitos eventos com poucos meses de existência com suas coreografias inovadoras junto a grupos existentes na época como Kings Friends, L. E. M, Os Gálatas, Swing Magia, Blue Sky e etc. sem ter nenhum local apropriado e fixo para ensaios tendo só o apoio na época das lojas Skate in House e Mikele Hip Hop que ajudavam nas suas vestimentas...

Com muitas idéias e feliz com o sucesso que estava fazendo com a companhia na comunidade residente, Chocolate teve uma baixa que desestruturou suas idéias que foi a saída do seu amigo Adriano que o acompanhou nessa estrada desde o início em 1999, chateado com a situação e desanimado, pois a vontade era que ele estivesse em todas as realizações da companhia, Chocolate teve o apoio de seus dançarinos e continuou estudando fazendo alguns cursos e retomando todo o planejamento que tinha juntado com a Cacau, Susu e Ruanzinho o mais novo integrante assim conseguindo fechar o se 1º ano com 36 apresentações, dando destaque ao evento MOVA-SE da Apascentar de Engenho Novo e o Festival da Primavera ganhando seu 1º festival em Oswaldo Cruz.

Em 2006 com a visão um pouco mais ampla e idéias novas Chocolate resolveu fazer algumas mudanças começando pelo nome da companhia que a passou a se chamar COMPANHIA DE DANÇA STARS e resolveu também abrir audição para selecionar mais dançarinos de mais estilos para abrilhantar mais o trabalho que estava em sua mente dando fim as audições a companhia ficou com essa formação Chocolate, Susu, Jessikinha, Mary, Fábio (Bboy Angel), Léo (Bboy Zael), William (Bboy Pelezinho), Cacau, Mile, Juninho, Ruanzinho, Carlos Henrique (Hambúrguer) Thiago (Traquinas) e Gabriel, disputando seu 2º festival que foi no Colégio Lemos de Castro com a coreografia Freestyle ficando em 4º lugar de 16 grupos na mostra competitiva, não satisfeito com o rendimento no ano de 2006 com a companhia Chocolate resolveu em 2007 buscar mais informações para seus dançarinos e procurou ajuda de um amigo de longa data o Juninho que já dançara com ele na época de cover e com amigos que conheceu ao longo da sua carreira como coreografo assim evoluindo suas idéias para com a companhia.

Numa festa gospel na GRES Tradição em campinho, Chocolate conheceu dois dançarinos o Negão (ex-Os Gálatas) e King (ex-cover J. Timberlake) numa roda de popping vendo o potencial deles automaticamente foram chamados para fazer um teste no dia seguinte ao evento, pois era que a companhia precisava para se diversificar estilos Negão com seu estilo boogaloo e animation e King com seu estilo pop dance iriam abrilhantar mais a performance da companhia. Sem dúvidas os dois passaram no teste se tornaram integrantes com seu elenco praticamente montado Chocolate montou o trabalho denominado “Evangelho das Ruas” que tinha como destaque a música Guettho Gospel do 2pac e Elton John que teve sua estréia na festa Bee Hive produzida também pelo Guilherme futuro conselheiro artístico da companhia onde rendeu muitos elogios e críticas construtivas dando para dar maior visibilidade no mundo artístico e dinamismo dentro do palco conseguindo assim fechar o ano muito bem dando aquele gostinho de quero mais onde em mais um baile do viaduto de Madureira Conhecemos Negra Lu e Nathy futuras integrantes. Em 2008 a companhia até julho não teve nenhuma apresentação para desespero de seu elenco, mas não termina por ai 2008 foi um ano de superação, pois tivemos mais perdas Ruanzinho, Nathy, Thiago, Hambúrguer, Bboy Angel, Pelezinho, Gabriel, Jessikinha, Cacau e Mile assim restando poucos dançarinos a Companhia não teve como suprir as apresentações que vinham todos até pensaram que tinha acabado, mas ai surgiu à proposta de DEUS “Eu vou te ajudar”, Semana depois fomos chamados para apresentar na festa Colégio Lemos de Castro com muita garra a companhia se destacou entre outras companhia de nome da época assim tendo visibilidade daquele momento para frente, nessa mesma festa podemos contas com dois amigos Léo Happy Feat na época Coreógrafo e dançarino do “El Niño”, e Bboy Royal com seus saltos e movimentos Power move que abrilhantaram mais a nossa performance que foi a “SENHORA APRESENTAÇÃO” Royal e Léo decidirão ajudar a companhia a superar essa fase. Léo trouxe para a companhia o tal Hip Hop Dance que na época era novidade para nós e implantou junto com o Chocolate, Royal, Negão e King esse estilo que se tornou o foco central de nossa companhia até hoje, Chocolate convidou seu amigo DK que havia voltado da Alemanha, estava fazendo uma turnê com a COMPANHIA DE DANÇADEBORAH COLKER e resolveu também abrir novas audições onde entrou Cinthya e Yunes que foram desligados da Companhia no mesmo ano. Léo Happy Feat deu a idéia de criarmos um companhia semi-profissional e assim foi a Companhia foi Campeã do evento no Km 32 (NOVA IGUAÇU) em 2 estilos conjunto e popping com a parceria de Robson Firestone e ficou em 3º lugar com Bboy Zael e King improvisando, e 3º Lugar do 1º Campeonato de Street Dance do Point Chic assim onde conheceram Marcelo Ricardo, Luanzinho, Yasmin, Jéssica, Franciny, Everton, Rosi, Iury, Bryan e David Mafra (todos menos Rosi ex-Jovens de Periferia) futuramente integrante sendo assim superados assim as perdas que abalaram um corpo... (UMA FAMÍLIA), a companhia produziu seu 1º evento o “I BATTLE OF STARS” onde reunirão alguns dos melhores Styles, Poppers e Bboys do Rio de Janeiro dando o merecido destaque para JP BLACK que ganhou o campeonato de locking na frança ganhando do aluno do P-Lock, mas, infelizmente Juninho e Léo Happy Feat por motivos pessoal se desligaram da companhia e assim deixando seus espaços (MUITO OBRIGADO LÉO E JUNINHO PELA AJUDA QUE VOCÊS ME DERAM NUNCA VOU ESQUECER ISSO MEUS MANOS PODEM CONTAR COMIGO PARA O QUÊ DER E VIER (CHOCOLATE))

Em 2008 para 2009 Negão se tornou Vice-líder da companhia ajudando Chocolate junto o seu elenco assim colocando Alex Lannes como empresário, pois as solicitações para a companhia esta presentes em eventos eram muitas e ele não estavam dando conta sozinhos então surgiu à oportunidade de viajar em setembro do mesmo ano pra Portugal para abrir uma mostra de dança de um amigo canadense do chocolate, Alex Lannes vinha unindo cada vez mais a Família Stars e colocando na cabeça de todos que deixou de ser uma brincadeira, um sonho, pois já havia se tornado uma realidade... Assim tomando contra e administrando os negócios da companhia Alex estava feliz com que estava por vir e a Companhia abriu novas audições, pois tinha que atender a exigência da produção do evento em Portugal que eram de 40 dançarinos, foi aí onde Rosi passou a idéia de montar dois pólos um em Madureira e outro em Bangu assim conseguindo um espaço numa ONG onde já havia ensaiado com seu antigo grupo (CONEXÃO HIP HOP), chamado Caixa de Surpresa onde tinha seu responsável o militante político MIMI, sendo responsável pelo ensaio do pólo se Bangu quando o Chocolate não estava presente, assim ficando mais fácil de desenvolver os trabalhos em dois lugares ao mesmo tempo e nos finais de semana acontecendo um encontro de toda a CIA, mas no dia 2 de março de 2009 o nosso chão desmoronou nosso (Pai) empresário Alex Lannes foi assassinado vítima da realidade urbana para desespero de todos da CIA. Chocolate e Negão, Rosi e Negra Lu que foram no seu enterro e colocaram a camisa da Companhia de Dança Stars para ser enterrado junto com seu corpo “ALEX DESCANSE EM PAZ”, mas como ele queria continuamos nossas atividades da maneira que ele deixou para nós e realizamos o que ele queria, mas o que menos esperávamos é que o dinheiro da passagem de todos os integrantes estava na conta do falecido Alex assim impedindo a 1º viagem da companhia para fora do país, mesmo assim em homenagem a ele a companhia estreou em agosto no CIEP GUILHERME DA SILVEIRA em Jardim Bangu seu 1º trabalho profissional que levou as iniciais do seu nome A.L. (ALEX LANNES) com os integrantes Chocolate, Negão, Marcelo Ricardo, Bryan, Iury, Leão, Luiz Carlos, Alex, Marjan, Everton, Marcelo Tutting, Mary, Susu, Rosi, Elaine, Negra Lu, Nathy, King, Leão e Zael sendo ovacionada como melhor apresentação do dia pelo público do local e pela produção do evento com essa coreografia a companhia chegou a lugares que nunca imaginou que chegaria e assim sendo mais vista e respeitada no meio hip hop, conhecendo companhias de nome no Brasil e no exterior como RM CIA DE DANÇA, XSTYLE DANCE COMPANY, GRUPO ARCANJOS, INDEPENDENT STREET, IN OFF, FEELING CIA DE DANÇA e outras... Começando a desenvolver trabalhos diretos também na Zona Oeste a companhia foi destacado pelo Centro de Pesquisa do jornal Zona Oeste como referência das Companhia de Dança na Zona Oeste. Chocolate juntamente com sua esposa Rosi tendo também a ajuda do L.C. já reconhecidos no rio fizeram dois eventos na lona Cultural de Bangu a “I Mostra não competitiva da Zona Oeste onde reuniu amigos para mostrar um pouco da cultura hip hop para os residentes locais onde marcaram presença a RM Cia de dança, Conexão Black Rio, Arte em Conjunto, Jovens de Periferia, Soul Face, Cia A História que eu Conto e outros e Batalha Z.O. onde dançarinos do rio marcaram presença dando um show nas batalhas” assim a Companhia Stars ficando cada vez mais conhecida por seus princípios, em dezembro a Companhia estreou T.N.T. seu 2º trabalho profissional no Teatro Mario Lago em Bangu onde mostra até a onde a explosão do movimento de um corpo artístico pode alcançar um público sendo muito bem recebida pelo público e fechando o ano de 2009 com muitas conquistas e realizações.

Em 2010 a Companhia de Dança Stars terá muitas realizações hoje com os coordenadores Rosi que vem auxiliando diretamente a direção da CIA. em toda a parte administrativa burocrática e de propaganda e Everton como ensaiador e coreógrafo. A Cia esse ano vai se mostrar bastante competitiva e mostrar que cinco anos de batalha não fora em vão hoje, e vamos trazer muitas novidades, pois como sempre dizemos “O único lugar aonde o sucesso vem antes de trabalho é no dicionário”... Não vamos dizer fim, pois a história continua...


Neste final de semana vai acontecer o Viradão do Momo, evento patrocinado pela Prefeitura do Rio de Janeiro. O evento abrirá todas as doze quadras das escolas de samba do Grupo Especial durante um fim de semana inteiro, para eventos culturais, feijoadas, rodas de samba e atividades esportivas. Na Portela a Feijoada da Velha Guarda será de graça.

FEIJOADA DA PORTELA
Data: 08/01/11
Local: G.R.E.S PORTELA
Endereço: Rua Clara Nunes,81
Madureira – Rio de Janeiro – RJ
Horário: 13 horas.