Páginas

www.marquinhodjblackmusic.blogspot.com

6 de abr de 2012

Serena Williams



Serena Jameka Ross Evelyn Williams (Saginaw, Michigan, 26 de setembro de 1981) é uma tenista norte-americana. Atualmente é considerada pela Associação Feminina de Tênis como a tenista número 26 do mundo. Está incluída na restrita lista das jogadoras que tem em seu currículo, todos os títulos de Grand Slams da turnê feminina e duas medalhas de ouro olímpicas de duplas nos Jogos Olímpicos de 2000 e nos Jogos Olímpicos de 2008). Ao longo de sua carreira, Serena conquistou todos os grandes títulos do Grand Slam, incluindo o que ela auto denomina Serena Slam, referindo-se aos quatro Grand Slam seguidos que ela venceu (Roland-Garros 2002, Wimbledon 2002, US Open 2002 e Australian Open 2003). Além desses campeonatos, Williams também foi vitoriosa em outros nove torneios de Grand Slam, quatro Australian Open (2005, 2007, 2009, 2010), três Wimbledon (2003, 2009, 2010), e dois US Open (1999 e 2008), além das medalhas de ouro em Sydney 2000 e Pequim 2008. Serena tem ao todo cinco irmãs, incluindo a também tenista Venus Williams (atual número 9 no ranking da Associação Feminina de Tênis). As duas atualmente residem juntas em Palm Beach Gardens, Florida, Estados Unidos. Serena também se aventura como atriz, fazendo participações em algumas séries como Law & Order, ER e My Wife and Kids. Em outubro de 2009, Serena apareceu nua na capa da revista americana ESPN The Body Issue. Serena é basicamente uma jogadora de base ofensiva. Ela tenta, desde o começo da partida, tomar conta do jogo, utilizando para isso seu poderoso saque combinado com seu também poderoso contra ataque. Williams tem poucas fraquezas técnicas que possam ser exploradas facilmente. Seu saque é considerado por muitos como sendo um dos melhores no tênis feminino. Nas meias-finais do US Open de 2009 (4.º e último torneio do Grand Slam da época) Serena Williams foi excluída do jogo com Kim Clijsters por decisão da árbitra de cadeira, após consulta do juiz-árbitro do torneio, por ter insultado e ameaçado uma juíza de linha que lhe assinalou uma falta de pé, falta essa que deu dois pontos de encontro (match points) à sua adversária, a regressada Kim Clijsters. Como anteriormente já tinha sido advertida (recebeu um warning) pela árbitra de cadeira por ter partido a raquete (o que constitui uma violação do código de conduta), a árbitra de cadeira considerou que os insultos e ameaças à juíza de linha constituíam uma 2.ª violação do código de conduta, violação essa que implica uma ponto de penalização (penalty point); como após ter sido assinalada a falta de pé o marcador se encontrava em ponto de encontro (match point) a favor de Kim Clijsters, o ponto de penalização contra Serena deu a vitória Kim, no que constitui uma decisão inédita ao nível da arbitragem no torneio do US Open. Posteriormente Serena Williams foi ainda multada pela organização do torneio.

Queen Latifah


Queen Latifah, cujo verdadeiro nome Dana Owens, nasceu em 18 de Março de 1970 em Newark, New Jersey (E.U.A.). Em meados dos anos 80, ele entra no ambiente através da participação no grupo musical Fresh Senhoras e então ela decidiu ir sozinho e libera primeiro álbum em 1989 "All Hail the Queen". Ao intervir no mundo do rap, então reservados aos homens, Queen Latifah provocando uma verdadeira revolução, mas para se tornar bem sucedida. A partir de 1991, está também interessado em filme e pega um papel interessante na segunda como "Juice", "Minha vida" ou "Esfera". Ele gerencia a gerir a sua carreira como atriz e cantora de forma harmoniosa e destino em 1993, revela que o terceiro álbum são boas para "Black Reign". Seu papel em "Chicago", em 2002, estabelece um reconhecimento da crítica e permite o acesso a interpretações cada vez mais significativo. Em 2004, Rainha a dois álbuns com estilos diferentes, um é muito hip-hop e outras são mais orientadas para o Jazz. Em 2005, ela coloca uma lingerie para a recolha de tamanhos grandes, mas o filme não reproduz a abandoná-la no mesmo ano "beleza" Em 2007/08, ele é o cartaz de "Hairspray" e "Jackpot" e seu sexto liberada álbum "Trav'lin" Light ". Ainda não há a dizer além do Queen Latifah energia.


Thiaguinho inicia fase de gravação de DVD com três horas de show




Quem sentiu falta de ver Thiaguinho nos palcos – embora a pausa não tenha sido longa --, pode se esbaldar na noite desta quinta-feira (05). O músico fez a primeira apresentação das três que farão parte das gravações de seu DVD “Ousadia e Alegria”. O show aconteceu no Credicard Hall, em São Paulo, e contou com três horas de duração. As primeiras 2h20 trouxeram as novas canções de Thiaguinho, disponíveis no website que leva o mesmo nome do novo trabalho do músico. Isso contribuiu para que o pagodeiro não cantasse sozinho, já que muitos dos fãs entraram na página para conhecer o novo trabalho do ex-vocalista do Exaltasamba. Mas a canção que mais animou a plateia nesta leva de novidades foi “Buquê de Flores”, que já é música de trabalho nas rádios. Thiaguinho subiu ao palco às 00h e disparou: “Aí sim, heim. Vamos com tudo”. O show foi dividido em três partes, marcadas por diferentes ritmos e trocas de roupas. Para o momento mais romântico, terno e gravata. Já para as canções mais agitadas, peças mais esportivas. O início do show foi pontuado por algumas falhas, que fizeram Thiaguinho repetir algumas canções. Mas o cantor não se deixou abater. “Sejam bem vindos à gravação do DVD. Estou muito feliz de receber vocês neste momento especial na minha vida. É bom saber que tenho vocês ao meu lado”, afirmou o pagodeiro. No palco, além dos instrumentos comuns ao samba e pagode, e dos backing vocals, Thiaguinho contou com o apoio musical de violoncelo e violinos. No repertório, além das novas músicas, o músico mudou a roupagem de alguns sucessos e interpretou “Robin Wood da Paixão”, de Hugo Pena e Gabriel, e “Eternamente Feliz”, do Art Popular. Neymar foi o primeiro a ser convocado no palco. O jogador entrou com uma bola e jogou com Thiaguinho no palco enquanto o músico cantava “Ousadia e Alegria”. “Eu não podia cantar essa música sem chamar esse cara aqui. Gostaram da surpresa?”, questionou o pagodeiro, que compôs a música em homenagem ao amigo. Após repetir a canção, Neymar subiu ao camarote da casa. Mas, ao final da apresentação, quando o clima era de pura descontração, o atleta retornou para cantar algumas canções de funk com Thiaginho. O cantor havia prometido seguir com o show mesmo após o término da gravação. E assim fez por quarenta minutos, encerrando o espetáculo às 3h. O momento foi para Thiaguinho cantar sucessos do Exalta, como “Tá vendo aquela lua” e “Livre pra voar”; sucessos do funk, além de repetir algumas das novas canções. Pouco depois da primeira participação de Neymar, quem subiu ao palco foi Ivete Sangalo. A musa baiana cantou “O Poder do Pretinho” com Thiaguinho. “Essa foi a única música que eu não soltei, porque tem uma presença especial”, declarou ele, antes de chamar Ivete ao palco. No meio da canção, uma falha fez com que os dois retomassem o show. “Errei tudo! Essa carinha está me tirando a concentração. Para de dançar desse jeito!”, brincou Ivete para o anfitrião. O terceiro convidado da noite foi Gilberto Gil. Juntos, eles interpretaram “Simples Desejo”, de Luciana Mello. Após a canção, os dois trocaram elogios. “Hoje estou realizando meu desejo e de vários cantores. Me sinto honrado por Deus”, declarou Thiaguinho, agradecendo a presença de Gil. “Fiquem 10 minutos do lado desse cara que vocês vão ver a suavidade desde moleque”, devolveu o convidado especial.
O DVD ainda contará com a participação especial de Luisa Possi, que gravará sua parte nos próximos dias.