Páginas

www.marquinhodjblackmusic.blogspot.com

27 de dez de 2011

FELIZ 2012 !!!!!!


Em 2012 seja feliz nos seus sonhos
E tenha a felicidade de buscá-los...

Seja feliz nos seus projetos
E tenha a felicidade de realizá-los...

Seja feliz nos seus desejos
E tenha a felicidade de concretizá-los...

Seja feliz nos seus sucessos
E tenha a felicidade de obtê-los...

Seja feliz sempre, em todos os momentos...

“Feliz 2012”

18 de dez de 2011

Omar Epps


Omar Hashim Epps (Nova York, 23 de julho de 1973) é um ator e músico estadunidense, célebre por interpretar o dr. Eric Foreman na série de televisão House, M.D.. Também participou de diversos filmes, como Juice, Higher Learning (br: Duro Aprendizado), Love & Basketball (br: Além dos Limites), In Too Deep (br: Sem Limites) e The Wood (br: Noivo em Pânico). Teve um pequeno papel no filme Scream 2 (br: Pânico 2) e um personagem regular (dr. Dennis Gant) na série ER. Epps nasceu no Brooklyn, filho de mãe solteira, que era diretora de escola, e viveu em vários bairros, enquanto crescia (Bedford-Stuyvesant, Nova York e East Flatbush). Antes de se tornar ator, ele pertencia a um grupo de rap chamado Wolfpak que ele formou junto com seu irmão em 1991. Ele começou a escrever roteiros aos dez anos de idade e frequentou a Fiorello H. LaGuardia High School of Music & Art and Performing Arts. Epps e o ator Marlon Wayans são amigos de infância. Epps tem uma filha, Aiyanna Yasmine fruto de um relacionamento anterior. Ele se casou com Keisha Spivey do grupo R&B, Total em 2006. Eles vivem na Califórnia com a filha K'marie, que nasceu em julho de 2004 e o filho Amir, nascido em 25 de dezembro de 2007.

No início de sua carreira, Epps foi mais frequentemente expresso em papéis de jovens perturbados e/ou atletas. Ele fez sua estreia com o filme Juice, atuando ao lado da lenda do rap, Tupac Shakur com direção do cineasta Ernest Dickerson. O filme remonta a violenta e trágica história de quatro jovens que crescem no Harlem.

No ano seguinte, ele co-estrelou com em Major League II (br: Um Time Muito Louco), assumindo o papel de Willie Mays Hayes, já que Wesley Snipes não pôde reprisar o personagem. Seu próximo filme foi Higher Learning (br: Duro Aprendizado) de John Singleton, um olhar para a política e as tensões raciais da vida escolar.

Epps teve um papel recorrente na série ER por vários episódios retratando o Dr. Dennis Gant, um agitado cirurgião interno. Após o seu trabalho em ER, Epps participou da sequência do blockbuster, Scream 2 (br: Pânico 2), como Phil Stevens, que vai ao cinema acompanhado por uma mulher, desempenhada por Jada Pinkett, e que acaba vítima do psicopata do filme. Também em 1997 Epps estrelou First Time Felon, um filme produzido por ele mesmo. Em 1999 foi lançado The Mod Squad (br: Mod Squad – O Filme).

Em seguida veio o filme The Wood (br: Noivo em Pânico), que conta a história de um noivo (Taye Diggs) que duas horas antes da cerimônia de seu casamento, começa a se questionar, se está fazendo a coisa certa. Seus amigos, Epps como Mike e Richard T. Jones como Slim, tentam ajudá-lo nisso. O filme recebeu um empurrão da MTV Films, o que assegurou um público jovem considerável. Também em 1999 Epps foi escalado para o filme In Too Deep (br: Sem Limites), com Stanley Tucci e LL Cool J, no qual interpreta o detetive Jeff Cole, que trabalha disfarçado para prender um perigoso gangster.

Em 2000 Epps estrelou o filme Love & Basketball (br: Além dos Limites), com Alfre Woodard e Sanaa Lathan, interpretando Quincy, esperança da NBA que tem um relacionamento tempestuoso com a estrela igualmente habilidosa do basquete feminino, Monica (Sanaa Lathan). O ator atuou como coadjuvante em uma série de papéis em filmes, incluindo Dracula 2000 (br: Drácula 2000), Big Trouble (br: Grande Problema) e Conviction; por esse filme foi indicado ao prêmio de Ator Marcante pela NAACP Image Award. Em 2004, fez o papel do boxeador Luther Shaw, que cai nas graças de Jackie Kallen (Meg Ryan) uma empresária que cresceu no mundo do boxe profissional e está disposta a tornar Luther um boxeador de sucesso, no filme Against the Ropes (br: Contra Tudo e Contra Todos). Ainda em 2004, Epps dublou um personagem do videogame Def Jam Fight for NY. Também em 2004 Epps retornou à televisão no drama médico House M.D., como o dr. Eric Foreman. O papel rendeu-lhe um NAACP Image Award em 2007 e 2008 como Ator Coadjuvante Marcante em Série de Drama. Recentemente, Epps abriu sua própria companhia, chamada BRNYC Records.



Kelly Price Cherelle nasceu em Rainhas , Nova York . Ela começou cantando na igreja como uma criança. Seu primeiro compromisso profissional foi com George Michael, no Madison Square Garden, em janeiro de 1992. Como destino o teria preço foi mais ouvido cantando por Mariah Carey, que depois de chegar ao seu próprio ensaio final para os Grammys entrou em uma sala onde o preço estava cantando na sala de ensaios, enquanto todo mundo estava em um intervalo de refeição. Carey posteriormente introduzido Preço para então Sony Columbia CEO Tommy Mottola. Ela fez um nome para si mesma como um apoio e vocalista convidado, aparecendo em uma série de singles de sucesso , como Mariah Carey '"s da fantasia ", The Notorious BIG 's " Money Mo Mo Problemas ", e Whitney Houston 's " Heartbreak Hotel ". Ela também cantou os vocais de fundo para Faith Evans , Aretha Franklin , Brian McKnight , SWV e R. Kelly . Antes de se tornar a carreira de um artista Price como um escritor floresceu. Escrita, Arranjo, Produção, colaboração e desempenho com e para a indústria é o melhor, como Brian McKnight, Faith Evans, The Notorious BIG, Jay-Z, Puff Daddy, Faith Evans, Da Brat, Dupree Jermaine, SWV, Aretha Franklin, Wynona Judd , Ronald Isley, The Isley Brothers, Angela Winbush, Karen Clark Sheard, Yolanda Adams, Whitney Houston, Dallas Austin, MC Lyte, The Lox, Scarface, Will Downing, Mary J. Blige, Gerald Levert, JOE, Angelique Kidjo, Coco Lee , Keke Wyatt, Tamia, R. Kelly e Elton John para citar alguns. John, depois de trabalhar com preço na trilha sonora do musical da Broadway Aida proclamou que "Price foi o cantor mais importante preto para vir desde Aretha Franklin"

14 de dez de 2011

Tom Cruise chega ao Rio de Janeiro para promover "Missão Impossível 4"


Tom Cruise chegou ao Brasil na manhã desta quarta-feira (14) e foi fotografado desembarcando no aeroporto internacional Tom Jobim, o Galeão, no Rio de Janeiro. É a terceira vez que o ator vem ao País desde 2009. Em 2010 ele esteve no Rio para divulgar "Encontro Explosivo" ao lado de Cameron Diaz; já em 2009 ele veio acompanhado da mulher, Katie Holmes, e da filha, Suri, para a estreia de "Operação Valquíria". Desta vez o ator, que completa 50 anos de idade em 2012, está viajando o mundo para promover seu novo filme, "Missão Impossível 4 - Protocolo Fantasma", que estréia no país dia 21. Simpático, Tom cumprimentou os fãs que o aguardavam no aeroporto e posou para fotos. Ele irá participar do lançamento do longa na Lagoa, na zona sul do Rio, ao lado do diretor, Brad Bird, e da atriz principal, Paula Patton.


13 de dez de 2011

Mr. Paulão Black Power (homenagem)




Mr. Paulão Black Power, um dos maiores precurssores da Black Music no Brasil. Respeitado em todo o território Nacional, pelo trabalho que realizou nos anos 70 e 80 com a Equipe Black Power no Rio de Janeiro. Hoje ele é o nosso CONSULTOR MUSICAL (como sempre diz, nos eventos).

10 de dez de 2011

MAXWELL


O cantor Maxwell nasceu no dia 23.07.73 no Brooklyn (NY). Ele adotou seu nome do meio como nome artístico mantendo assim não só a verdadeira identidade, como também a privacidade de sua família. Nascido da mistura de sangue porto-riquenho e afro-americano, perdeu o pai num acidente de avião quando tinha somente três anos de idade. A experiência causou um profundo impacto na sua vida. Ainda criança, começou a cantar na Igreja Batista do bairro. Entretanto, somente aos 17 anos, começou a pensar sériamente numa carreira musical. Foi nessa época também que começou a compor suas próprias músicas usando um teclado barato da marca Casio que ganhou de um amigo. Aos vinte anos, Maxwell estourou nas paradas de sucesso com as músicas: “Ascencion(Don’t ever Wonder), “Til the Cops Come Knockin” e “Fortunate”. Ele fazia parte do movimento chamado de “Neo-Soul”, que incluía as cantoras Erykah Badu, Lauryn Hill (ex Fugees) e também o cantor boêmio D’Angelo. Na época, muitos aficionados do ritmo R&B acreditavam que, finalmente, a lacuna deixada pelo ótimo Marvin Gaye, desde sua morte, em 1982, seria preenchida. Porém, depois de vender milhões de álbuns, receber várias nomeações ao prêmio Grammy de musica, Maxwell, simplesmente, se escondeu, como se fosse um daqueles fundamentalistas com turbante na cabeça do Talibã, escondidos nas montanhas do Afeganistão. Sem sua marca tradicional, que era o seu enorme afro, ele começou a andar incógnito no meio da multidão. Namorando, jogando basquete e até mesmo indo ao cinema muitas vezes sózinho. Agora, oito anos depois, aos 36 anos (com cara de bem mais moço), está de volta. Seu novo CD “Black Summers’ Night”, com faixas românticas faz parte de um trilogia a ser lançada nos próximos três anos. Dias atrás, esteve aqui, em Manhattan, falando do novo trabalho para a revista Uptown. Sua grande preocupação, ao que parece, é não ser enquadrado em um único gênero musical, como se estivesse usando uma camisa de força tendo seus movimentos totalmente restringidos. Maxwell defendeu também nesta entrevista sua heterossexualidade, colocando assim um ponto final nos boatos que pairavam no ar sobre suas preferências sexuais.

Com final de trilogia, 'Batman' será um dos acontecimentos cinematográficos de 2012



Com orçamento estimado em US$ 250 milhões (R$ 448 milhões - o maior de todos da franquia "Batman"), "O Cavaleiro das Trevas Ressurge" concluirá a trilogia dirigida por Christopher Nolan e estrelada por Christian Bale. Após recuperar o herói no cinema, a dupla não deve retornar para uma nova aventura, fato que contribui para tornar sua estreia, marcada para junho de 2012, um dos maiores eventos cinematográficos do próximo ano. Quando aceitou o convite da Warner Bros para reiniciar a franquia de "Batman", em 2003, o britânico Christopher Nolan decidiu contar a origem do personagem, colocando em primeiro plano os motivos que levaram um milionário órfão a se transformar no herói mascarado. Dois anos mais tarde, "Batman Begins" arrebatava os cinemas com uma arrecadação mundial de quase US$ 400 milhões (R$ 717 milhões). Três anos depois, em 2008, Nolan entregava aos fãs "O Cavaleiro das Trevas", filme que bateu US$ 1 bilhão (R$ 1,7 bilhão) em bilheteria. Nele, foi apresentada uma versão sombria do vilão Coringa, papel que rendeu a Heath Ledger o Oscar póstumo de ator coadjuvante. Com dois longas aclamados por público e crítica, não é surpresa que a expectativa por "O Cavaleiro das Trevas Ressurge", terceiro e último "Batman" sob o comando do diretor, cresça a cada notícia ou rumor que surge sobre a produção. Foi assim quando o ator Tom Hardy foi anunciado como o vilão Bane. Os fãs apostavam que o filme traria um dos antagonistas clássicos de Batman, como Charada ou Pinguim. Em vez disso, Nolan optou pelo personagem criado em 1993, cujo grande feito nas histórias em quadrinhos foi ter quebrado a espinha do herói. "Com Bane, procuramos impor ao Batman um desafio físico como ele ainda não teve", disse o diretor em entrevista à revista Empire. "Ele é como um grande monstro dos cinemas, mas com um cérebro incrível. Esse é um lado dele que nunca foi mostrado". De acordo com o intérprete de Bane, Tom Hardy, o estilo de luta do vilão pode ser descrito como "brutal". "Ele transpira brutalidade. E você sabe, ele é um cara grande, uma máquina de esmagar. Seu estilo de luta é sujo e envolve tudo entre torções de juntas e fraturar crânios". A explicação do ator vai ao encontro de imagem divulgada em junho, na qual o ator Christian Bale revela o rosto de Bruce Wayne após ser surrado numa briga - veja aqui. Além disso, ela se aproxima do rumor divulgado pelo site Comic Book Movie, que revela um possível momento crucial do novo filme. Na exibição para a imprensa dos nove minutos de prólogo do novo "Batman", ocorrida na quinta-feira (dia 8), em Los Angeles, Nolan revelou uma sequencia protagonizada pelo vilão, que escapa de um avião em pleno voo de forma espetacular. Além dessa, foi mostrada a cena em que Bane é visto com a máscara do Homem-Morcego na mão. Esses nove minutos renderam comentários favoráveis da imrpensa norte-americana. Borys Kit, da revista Hollywood Reporter, disse que saiu "definitivamente impressionada" com a sequência "cheia de tensão e pavor". Já Silas Lesnick, do site SuperHeroHype, revelou que muito se falou sobre a voz de Bane. "Abafado por sua máscara e com um sotaque britânico, é difícil compreender exatamente o que ele está dizendo (algo provavelmente intencional)". Mas a existência de Bane não é o único motivo de burburinho em torno de "The Dark Knight Rises - O Cavaleiro das Trevas Ressurge". A presença da atriz Anne Hathaway no papel da Mulher-Gato também tem gerado discussões entre os fãs. Nas palavras do próprio Bale, "o trabalho de Anne é o mais difícil de todos", pois "muita gente acha que a versão definitiva da Mulher-Gato já existe" - no caso, a de Michelle Pfeiffer em "Batman: O Retorno", de 1992. Porém, para tranquilizar a atriz, a própria Michelle Pfeiffer disse que "ela estará brilhante no papel". "Estou muito empolgada para vê-la. Anne é muito talentosa. Ela pode fazer qualquer coisa que vai dar certo". Entre os mistérios guardados pela produção, estão as participações de Marion Cotillard e Joseph Gordon-Levitt, ambos já conhecidos de Nolan por "A Origem". Apesar de terem seus papeis revelados (ela como executiva das Indústrias Wayne, ele como integrante da polícia de Gotham City), não se sabe qual a importância deles para a trama. A volta dos vilões do primeiro filme também figura entre os segredos de "O Cavaleiro das Trevas Ressurge". Cillian Murphy, que interpretou o Espantalho em "Batman Begins", foi visto no set de filmagem em setembro, e é certo que o ator Josh Pence será o jovem Ra's Al Ghul, papel de Liam Neeson no longa de 2005. Com base na avidez com a qual crítica e fãs recebem cada notícia relacionada ao último filme de Batman dirigido por Christopher Nolan, é seguro afirmar que a estreia de "O Cavaleiro das Trevas Ressurge", marcada para 20 de julho nos Estados Unidos, monopolizará o noticiário cinematográfico na metade de 2012.


6 de dez de 2011

Robin Thicke - Lost Without U

Anderson Vital da Silva (Dedé)


Anderson Vital da Silva, mais conhecido como Dedé (Volta Redonda, 1º de Julho de 1988), é um futebolista brasileiro que atua como zagueiro. Atualmente, joga pelo Vasco da Gama. Destacado na categoria de base do Volta Redonda, Dedé foi adicionado para o profissional do elenco em 2008. No mesmo ano, em seu primeiro campeonato estadual, jogou 16 jogos e marcou 3 gols. Após um bom Campeonato Carioca pelo Volta Redonda, de 13 jogos e 2 gols, em 2009, Dedé foi contratado pelo Vasco da Gama junto com Robinho (R$ 1,4 milhões por Dedé e R$ 600 mil por Robinho). No Vasco da Gama, ganhou seu primeiro título como profissional: a Série B de 2009, apesar de não ter recebido muitas chances no time principal. Em 2010, Dedé continuava sem receber chances como titular do Vasco e sua dispensa era dada como certa. Mas, em um jogo contra o Vitória, no jogo de volta válido pelas quartas-de-final da Copa do Brasil, Dedé foi escalado devido à falta de zagueiros em condição de jogo no grupo e, apesar da eliminação da equipe no torneio, se destacou, por isso teve seu contrato, que acabaria em um mês, renovado até o final do ano. A partir desse jogo, Dedé virou titular absoluto da equipe carioca, sendo ovacionado pela torcida em quase todos os jogos do clube. Em outubro, Dedé e o Vasco entraram em um acordo pela renovação de seu contrato até o fim de 2014 com multa rescisória de 4 milhões (cerca de R$ 9,3 milhões). Em dezembro, após o término do Brasileirão, Dedé sofreu a primeira "derrota": perdeu, em decisão controversa e bastante duvidosa, o Prêmio Bola de Prata 2010 para Alex Silva, até então jogador do São Paulo. Porém, Dedé ganhou o Prêmio Craque do Brasileirão como melhor zagueiro pela direita do Campeonato Brasileiro de Futebol de 2010. Em 2011, após mais excelentes atuações, conquistou o prêmio de melhor zagueiro pela direita do Campeonato Carioca de 2011. Também, com mais boas atuações, escreveu seu nome na história do Vasco da Gama com a conquista da Copa do Brasil do mesmo ano, sendo um dos jogadores mais importantes da campanha vitoriosa da equipe e se tornando, de vez, ídolo do clube. No dia 9 de Novembro de 2011, Dedé completou 100 jogos pelo Vasco da Gama, no jogo contra o Universitario, do Peru, o qual o Vasco venceu por 5 a 2, e Dedé fez 2 gols e deu uma assistência, classificando o Vasco para as semifinais da Copa Sul-Americana pela primeira vez.


Glória Maria


Glória Maria Matta da Silva (Inhambupe, Bahia, 15 de agosto de 1949) é uma jornalista, repórter e apresentadora de televisão brasileira. Formada em Jornalismo pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RJ), Glória Maria começou a trabalhar como jornalista na década de 1970, durante o Governo Médici. Ela passou pelas apresentações do RJTV, do Jornal Hoje, do Jornal Nacional e de outros programas até chegar à apresentação do Fantástico – o qual apresentou de 1998 a 2007, quando pediu uma licença de dois anos. Glória tornou-se conhecida pelas reportagens especiais e viagens a lugares exóticos – como uma que fez no deserto do Saara ou quando percorreu o caminho de Cristo desde Israel até o Egito, dentre outras. Glória cobriu também a Guerra das Malvinas, em 1982. Por ter viajado para mais de cento e vinte países ao longo da carreira, Glória tem mais de dez passaportes preenchidos. Ela também já entrevistou várias pessoas famosas; dentre essas estão Freddie Mercury, Madonna e Michael Jackson. Em janeiro de 2010, Glória se reuniu com os diretores de jornalismo da Rede Globo e ficou decidido que ela seria repórter especial do Globo Repórter, programa do qual ela nunca fez parte.

3 de dez de 2011

Dinamite 40 anos - A História de um Ídolo



No dia 25 de novembro de 1971, nascia o mito Roberto Dinamite. Foi exatamente na noite daquela quinta-feira que o hoje presidente do Club de Regatas Vasco da Gama marcou o primeiro gol como jogador profissional. Para celebrar o feito, a VascoTV produziu "Dinamite 40 anos - A História de um Ídolo." Documentário de 30 minutos sobre a carreira do maior artilheiro do clube e do Campeonato Brasileiro.

30 de nov de 2011

Dia 29/12 * 19 h. * Super Maratona do Charme


Dia 29/12 * 19 h. * Super Maratona do Charme
Dj's Ronaldo, A, Júnior, Michell
Dj's convidados: Marquinho Brad..., Mauro, Paçoca
Estudantina Musical (Praça Tiradentes)
Espero vocës !!!

20 de nov de 2011

THE WOOD - NOIVO EM PÂNICO


Sinopse: A história gira em torno de Roland (Taye Diggs, de A Casa da Colina e Vamos Nessa!), um noivo que, duas horas antes da cerimônia de seu casamento, começa a questionar, cheio de dúvidas, se está fazendo a coisa certa. Apesar de amar a noiva, ele não consegue parar de pensar em Tanya (Tamala Jones), sua primeira namorada dos tempos do ginásio. Com a ajuda de seus velhos amigos de colégio, Mike (Omar Epps, de Mod Squad – O Filme) e Slim (Richard T. Jones, de Beijos que Matam), ele tenta espantar os sentimentos negativos, lembrando da época em que os três cresceram em Inglewood, Califórnia, nos anos 80.






Títitulo Original: The Wood
Título no Brasil: Noivo em Pânico
Ano de Lançamento: 1999
Gênero: Comédia
Tamanho: 751MB
Áudio: Inglês

BEVERLEY KNIGHT - MAMA USED TO SAY

14 de nov de 2011

Kem - I Can't Stop Loving You

Rapper Heavy D morre aos 44 anos


LOS ANGELES (Reuters) - O rapper Heavy D, que chegou à fama na década de 1990 e emplacou sucessos como "Now That We Found Love", morreu na terça-feira, aos 44 anos, após passar mal em frente à sua casa, em Beverly Hills. O policial Mark Rosen disse em nota que o rapper, nascido Dwight Arrington Meyers, foi achado às 11h25 (hora local) caído na calçada, em frente ao prédio onde vivia. Ele estava consciente e falando, mas respirava com dificuldades. Paramédicos foram chamados, e o cantor foi levado às pressas para um hospital, onde acabou morrendo. O motivo da morte ainda está sendo investigado, mas Rosen disse que aparentemente se tratou de uma causa natural. O agente de Heavy D, em Nova York, não estava disponível para comentar. O corpulento Heavy D nasceu na Jamaica e se mudou para o Estado de Nova York ainda criança. Montou seu primeiro grupo de hip hop, o Boyz, ainda no colégio. Já como Heavy D & The Boyz, a banda lançaria seu primeiro álbum em 1987, incluindo as faixas "Mr. Big Stuff" e "The Overweight Lover's in the House". O sucesso viria no álbum seguinte, "Big Tyme", que tinha as canções "Somebody for Me" e "We Got Our Own Thang". Em 1990, Trouble T-Roy, integrante da banda, morreu num acidente. No ano seguinte, o grupo lançaria seus maiores sucessos: o álbum "Peaceful Journey" e o single "Now That We Found Love".

(Reportagem de Piya Sinha-Roy)



Morre Pai Santana, um dos maiores ícones da história do Vasco


Aos 77 anos, Eduardo Santana, o famoso Pai Santana, morreu, na manhã desta terça-feira, vítima de uma insuficiência respiratória decorrente de uma pneumonia. Há tempos o ex-massagista cruz-maltino vinha aparecendo bem debilitado, tinha problemas na fala e se locomovia com o auxílio de cadeira de rodas desde que sofreu um AVC (acidente vascular cerebral) em 2006. O corpo de Pai Santana será velado às 11h, na capela Nossa Senhora das Vitórias, em São Januário. O enterro será nesta quarta-feira, Dia de Finados, às 9h, no cemitério do Caju, Zona Norte do Rio de Janeiro. Recentemente, em junho deste ano, Pai Santana visitou São Januário e foi muito festejado pelo presidente Roberto Dinamite e jogadores como Felipe e Juninho Pernambucano. Todos passaram pela mão do ex-massagista, que foi eternizada no muro da Colina, como parte da campanha em homenagem aos "Camisas Negras", campeões em 1923. Massagista, pai de santo e ex-lutador de boxe, Santana chegou ao Vasco em 1953. Com passagens por Botafogo, Fluminense, Bahia e Seleção Brasileira, teve a imagem eternamente ligada ao clube de São Januário, especialmente por ter feito "trabalhos" a favor do Vasco em jogos importantes nas décadas de 1970, 80 e 90. O pai de santo tinha vários rituais famosos, como acender velas no vestiário e estender uma bandeira do Vasco no gramado, se ajoelhar e beijá-la. Ele também costumava usar sempre roupas brancas. Uma história conhecida dá conta de que Pai Santa teria descido de helicóptero na Gávea e colocado um “trabalho” no campo do rival. Em seguida, o Vasco sagrou-se campeão carioca de 1977 na decisão por pênaltis. O site oficial do Vasco divulgou nota oficial assinada pelo presidente Roberto Dinamite. O presidente fala com emoção do ex-massagista e agradece aos anos de dedicação ao Vasco. Confira o texto na íntegra: "A família vascaína está de luto. Morreu na manhã desta terça-feira (01/11/2011) Eduardo Santana, o Pai Santana, meu amigo e símbolo do Vasco da Gama. Santana faleceu aos 77 anos, depois de muita luta. Um dos precursores da massagem profissional no Brasil, assim como o Vasco, meu grande amigo também fez história. Já era difícil falar dele sem me emocionar, quando ainda estava entre nós, por conta de sua dedicação profissional e amor ao clube. Não foram poucas as vezes que, quando lesionado, ele ia a minha casa me ajudar na recuperação. Mais do que um massagista dos bons, Pai Santana era um conselheiro. Principalmente para os mais jovens que, assim como eu, chegavam ao clube cheio de sonhos, mas ainda despreparados para aguentar todas as adversidades da carreira de jogador de futebol. Com mais de 50 anos de Vasco, Pai Santana acompanhou de perto as principais glórias do clube. Por suas mãos passaram várias gerações de craques, que fizeram nosso Vasco ainda mais gigante. Por conta de toda uma vida dedicada à cruz de malta, não poderia deixar de prestar aqui esta homenagem a um vascaíno de verdade e também solidariedade a seus familiares nessa hora de muita dor e saudade para toda a enorme família vascaína. Descanse em paz, Pai Santana."

10 de nov de 2011

Snoop Dogg no Rio de Janeiro


Pouco mais de um mês depois do último dia de Rock in Rio, os papéis de Rio de Janeiro e São Paulo se invertem. Se em setembro foi a capital paulista que ficou com as prévias do festival principal, na Cidade do Rock, nesta quarta-feira foi a vez dos cariocas sentirem o gostinho do que está por vir no SWU, que ocorrerá neste fim de semana em Paulínia. Gostinho meio amargo. Snoop Dogg, que dispensa apresentações entre apreciadores do hip-hop, empolgou, mas nem tanto, o Vivo Rio com uma sequência de pouco mais de 1h15 de sucessos. Por ora, não justificou a frase "quem tocar depois de mim estará em apuros", proferida em entrevista coletiva na segunda-feira, se referindo ao festival. Snoop tem a seu favor o carisma e a inquestionável habilidade para conduzir o público. O norte-americano, que cantou boa parte do show com a camisa da seleção brasileira de futebol e um terço no pescoço, entrou no palco por volta de 0h30, logo depois de exibido um clipe misturando cenas com o artista e trechos do filme "Scarface", ao som da "Cavalgada das Valquírias". A batida pesada de "I Wanna Rock" abriu bem a noite, com o público confundindo o "hey, hey" do início da música com o "hey, ho" da clássica "Hip-Hop Hooray", do "Naughty By Nature", coro que se repetiria em outros momentos. Em seguida apareceu no palco o "Nasty Dogg", uma espécie de lobo mau com ares de bicho de pelúcia gigante.


Dia 13/11 * 13 h. Point Chic Charm


Comemorando o níver do Ängelo fundador do Projeto Point Chic Charm

Atrações: Banda Nação Zen
Dj's: Marquinho Brad.., Júnior, Dënnis, Jorge Sucesso, Beto Barra & Jhonny

19 de out de 2011

Sade fará shows no Brasil em outubro


A cantora Sade anunciou nesta quinta-feira a inclusão do Brasil em sua nova turnê mundial. Serão três shows em outubro, os primeiros da cantora no país. A primeira apresentação será no dia 20, em São Paulo (Ibirapuera). Depois virão Rio de Janeiro, no dia 22 (HSBC Arena) e Brasília, no dia 25 (Ginásio Nilson Nelson). Dona de uma voz sensual, a nigeriana Sade Adu, tem canções antológicas, como The Sweetest Taboo e Smooth Operator, e um público fiel que a acompanha desde meados dos anos 1980.

A turnê de Sade é produzida pela Planmusic Entretenimento, a mesma que trouxe ao Brasil os Rolling Stones, Paul McCartney e U2, entre outros.Os ingressos custarão entre 120 reais e 750 reais. Para o show do Rio de Janeiro (22/10), a pré-venda para clientes HSBC será nos dias 3 e 4 de setembro. A venda para o público em geral começa no dia 5 de setembro. Os ingressos estarão disponíveis no site www.ingresso.com ou na bilheteria da HSBC Arena – Av Embaixador Abelardo Bueno 3.401, das 10h às 18h. A empresa ainda não divulgou as informações relativas aos shows de São Paulo e Brasília.


28 de set de 2011

Black music domina Rock in Rio nesta quinta-feira


Depois de um primeiro final de semana com pop, rock e metal, o Rock in Rio vai voltar nesta quinta (29) em ritmo de black music. A principal atração da noite é Stevie Wonder, um dos maiores nomes da história do soul e do funk.

E ele não é o único: a lenda do rap Afrika Bambaataa e a revelação Janelle Monáe também estão escalados. Isso sem contar duas atrações brancas que fazem um som totalmente negro, Jamiroquai e Joss Stone.

Wonder volta ao Brasil 16 anos depois de sua última passagem pelo país. Apesar de um tanto ausente dos estúdios nos últimos anos (seu último disco, "A Time To Love", é de 2005), o cantor mantém uma agenda intensa de apresentações. O repertório é uma celebração de seus 50 anos de carreira - ele lançou seu primeiro disco em 1961, quando tinha apenas 11 anos.

Se ele repetir o repertório de sua última performance antes de tocar no Brasil (no último dia 17, no festival Austin City Limits, nos EUA), o show será baseado em seus discos dos anos 1970, como "Innervisions" (1973) e "Songs in the Key of Life" (1976). Sucessos como "Superstition", "Sir Duke" e "Higher Ground" (já tocada no Rock in Rio pelo Red Hot Chili Peppers) são presença garantida.

Para completar o setlist, há uma boa dose de baladas dos anos 1980 ("I Just Called to Say I Love" e "Ribbon in the Sky", por exemplo), alguns sucessos da década de 1960 ("For Once in my Life", "Signed, Sealed, Delivered, I'm Yours") e versões de músicas de dois outros gênios da música negra, Marvin Gaye e Michael Jackson. Seu material mais recente é praticamente ignorado.

Além de Stevie Wonder, o palco Mundo, onde ocorrem os principais shows do Rock in Rio, terá outros dois nomes importantes da black music: a cantora Janelle Monáe, que lançou o elogiado disco "The ArchAndroid" em 2010 e veio ao Brasil em janeiro para abrir os shows de Amy Winehouse, e o Jamiroquai, grupo inglês que faz um funk inspirado justamente nos discos dos anos 1970 de Wonder.

No Sunset, palco menor em que os shows começam durante a tarde, a música negra será representada por Joss Stone e Afrika Bambaataa (com participação da brasileira Paula Lima e do cabo-verdiano Boss AC) e pelo Baile do Simonal, show que revive as músicas de Wilson Simonal na voz de seus dois filhos, Max de Castro e Simoninha (e, no Rock in Rio, reforçados pelas participações de Diogo Nogueira e Davi Moraes).

O principal estranho nesse ninho black music é o show de abertura do palco Mundo, um concerto em homenagem à Legião Urbana com participações de Dado Villa Lobos e Marcelo Bonfá.

A cantora Ke$ha, que se apresenta no mesmo palco, pode ser incluída na classificação 'música negra' com alguma boa vontade. O mesmo acontece com o brasileiro Curumin, que abre a programação do Sunset ao lado de Marcelo Jeneci.

Depois de retomar a programação nesta quinta, o Rock in Rio continua até domingo. A sexta-feira (30) terá atrações pop como Shakira, Lenny Kravitz e Ivete Sangalo. No sábado (01/10), é a vez do pop-rock de Coldplay e Maroon 5. O evento termina no domingo (2), com Guns N' Roses, System of a Down e Evanescence. Os ingressos para todos os dias estão esgotados.


24 de set de 2011

Níver Marquinho Brad. Dj


Dia 06/11 * 13 h. ( Charme, Swing & Pagode )
Comerando o Níver Marquinho Brad. Dj
Atraçoes: Pagode da Tia Doca, Banda Real Dance Show, Jeito de Samba
Dj's convidados: Fernandinho, Júnior, A, Macarrão, Pc
Sapë Esporte Clube (Largo do Sapë, 950 * Rocha Miranda)

Eric Clapton


Eric Patrick Clapton CBE (Ripley, 30 de março de 1945) é um guitarrista, cantor e compositor britânico. Apelidado de Slowhand, é considerado um dos melhores guitarristas do mundo. Embora seu estilo musical tenha variado ao longo de sua carreira, Clapton sempre teve suas raízes ligadas ao blues. Clapton foi considerado inovador pelos críticos em várias fases distintas de sua carreira, atingindo sucesso tanto de crítica quanto de público e tendo várias canções listadas entre as mais populares de todos os tempos, tais como "Layla", "Wonderful Tonight" e a regravação de "I Shot the Sheriff", de Bob Marley. Em 2004 foi condecorado com o título de Comandante da Ordem do Império Britânico

Clapton nasceu em Ripley, na Inglaterra, Sua mãe era solteira e o teve com 16 anos de idade. Foi criado pela sua avó e pelo marido desta, acreditando que eles eram seus pais e que sua mãe era sua irmã mais velha. Descobriu a verdade aos 9 anos de idade, e essa revelação foi um momento muito marcante na sua vida. Depois disso, ele deixou de se aplicar na escola e se tornou um garoto calado, tímido, solitário e distante de sua família. Desde então, música era o que mais o refugiava e distraía das angústias da realidade. Era uma paixão, que no decorrer dos anos, fora passando a ser parte considerável de sua vida.

Seu primeiro emprego foi como carteiro e, aos 13 anos de idade, pela sua insistência, ganhou seu primeiro violão de sua avó Rose. Apesar da dificuldade inicial de aprender a tocar o instrumento, quase desistindo, acabou se esforçando para tocar os primeiros acordes influenciado por canções antigas de blues, que tentava reproduzir. Com um pequeno gravador, Eric se empenhava em reproduzir músicas de blues que gostava, até achar que estivesse tocando igual aos artistas originais, o que fora o ajudando a desenvolver sua técnica. Em pouco tempo, já dedicava horas diárias ao aprendizado, e foi conseguindo dominar o instrumento. Depois de completar o ensino básico, em 1962 Clapton fez um ano introdutório na Kingston School of Art, mas não continuou o curso. Em janeiro de 1963, indicado pela namorada do guitarrista Tom McGuinness, que fora sua colega no curso de artes, ingressou na banda The Roosters. Seus ensaios eram no andar de cima de um pub e a guitarra, o teclado e o vocal iam no mesmo amplificador, pois não tinham muitos recursos. Chegaram a fazer algumas apresentações, e Eric permaneceu na banda até agosto do mesmo ano.

Ainda em 63, passou a integrar a banda Yardbirds, que começava a fazer sucesso na Grã-Bretanha. O empresário da banda e grande entusiasta do blues chamava-se Giorgio Gomelsky. Giorgio tinha aberto um lugar chamado CrawDaddy Club, no velho Station Hotel, em Richmond. A banda que residia o local nas noites de domingo era a recém-formada Rolling Stones. Lá Eric conheceu Mick, Keith e Brian em seu período de gestação, quando tocavam apenas R&B. Entrou na banda Yardbirds depois de ser alertado por seu então amigo Keith Richards, do Rolling Stones de que o guitarrista Topham estava prestes a desistir da banda. Com o passar do tempo, os Yardbirds foram alternando seu estilo para o ritmo Pop, o que desagradava a Eric. Sendo assim, fiel às suas raízes no blues, recusou-se a seguir a direção escolhida pelo grupo, e acabou saindo em março de 1965. Após a saída de Clapton a banda ainda teria mais 2 grandes guitarristas como integrantes, sendo o primeiro Jeff Beck, e depois Jimmy Page. Depois de um tempo em empregos temporários, Eric entrou para a John Mayall & the Bluesbreakers, estabelecendo seu nome como músico de blues e inspirando o fanatismo de jovens que pixavam Londres com a inscrição "Clapton is God" ("Clapton é Deus") por toda parte.

Ele largou os Bluesbreakers em 1966 e então formou o Cream (nome designado por Eric), um dos primeiros "power trios" do rock, com seus amigos Jack Bruce e Ginger Baker, este, a pedidos de Eric à Jack Bruce. Estes eram seus amigos de festas, que aconteciam em suas casas, nas quais era comum que todos bebessem e fumassem quantidades maciças de droga, enquanto escutavam sons de blues. Clapton e esses amigos se tornaram tão próximos que resolveram entre si formar um grupo e tocar juntos, já que tinham os gostos semelhantes entre si. Foi nessa época que Eric começou a desenvolver-se como cantor, embora Bruce, um dos melhores vocalistas do rock, fizesse a maioria dos vocais. No final de 1966 o status de Clapton como melhor guitarrista da Grã-Bretanha foi abalado com a chegada de Jimi Hendrix. Hendrix compareceu a uma das primeiras apresentações do Cream, no London Polytechnic em 1 de outubro de 1966, e tocou uma jam com a banda durante "Killing Floor". O líder de Cream ficou chocado ao ver as extrovertidas e irreverentes brincadeiras que Jimi fazia durante a apresentação. Nunca havia visto algo parecido. Eric imediatamente percebeu que havia ganho um imbatível adversário, cujo carisma era igualado somente por sua incrível técnica na guitarra. Os primeiros shows de Hendrix no Reino Unido foram assistidos pela maioria dos astros da música britânica, incluindo Clapton, Pete Townshend e os Beatles. A chegada do americano teria um impacto profundo e imediato na próxima etapa da carreira de Clapton. O público só pensava no recém-chegado americano Hendrix.


Elton John


Elton Hercules John,(nascido Reginald Kenneth Dwight; Londres, 25 de março de 1947) é um premiado cantor, compositor e músico britânico. Seu nome artístico advém de dois integrantes de sua antiga banda, Bluesology - Elton Dean (saxofonista) e Long John Baldry (líder da banda). Estudou na Pinner County Grammar School e ganhou uma bolsa escolar aos onze anos de idade para a Royal Academy of Music. A carreira de Elton John atravessa a quarta década de ininterrupto sucesso. Nos anos setenta, época que muitos consideram como sendo o auge de sua carreira (foi considerado o segundo artista mais importante dessa década, superado apenas por Paul McCartney), já podia ser considerado como um dos maiores astros de rock do planeta. Ainda na adolescência, integrou o grupo de blues Bluesology. Em 1967 estabeleceu parceria com o letrista Bernie Taupin, com o qual lançou grande parte de sua obra musical, mantendo-se a parceria até os dias de hoje. Apesar de ter lançado o disco Empty Sky em 1969, que não trazia em seu repertório algum imediato sucesso , a guinada de sua carreira ocorreu com o lançamento do disco Elton John, de 1970, que o lançou como cantor de sucesso nos Estados Unidos e trouxe ao público um de seus maiores sucessos, a canção "Your Song". Dentre seus discos de maior sucesso, destacam-se Goodbye Yellow Brick Road (1973) e Captain Fantastic and The Brown Dirt Cowboy (1975). São também os seus discos mais bem colocados no ranking de melhores discos do século XX elaborado pela revista Rolling Stone. Elton John compôs sua canção crocodile rock na França juntamente com Bernie Taupin no estúdio honkey cateâu. Além de Bernie Taupin, outros letristas trabalharam com Elton, entre os quais Gary Osborne e Tim Rice. Enquanto a parceria com o primeiro está presente nos discos A Single Man, 21 at 33, The Fox, Jump Up! e Leather Jackets, o trabalho com o segundo, iniciada com a música Legal Boys, de 1982, resultou anos depois na soundtrack dos filmes O Rei Leão (1994), com a qual Elton ganhou o Oscar de melhor trilha sonora, e O Caminho Para Eldorado (2001). É o único artista que até hoje conseguiu obter seis lançamentos consecutivos no primeiro lugar da Billboard, sendo detentor, ademais, do recorde de single de maior vendagem da história, com a adaptação feita em 1997 da canção Candle in the Wind em homenagem à amiga pessoal, Princesa Diana, totalizando um total de quarenta milhões de cópias vendidas. Elton John manteve-se em evidência na década de 1980, época em que lançou um álbum inédito por ano, levando ao público hits como I Guess That's Why They Call It The Blues, I'm Still Standing, Sacrifice, Nikita e diversos outros. Apesar de ter declarado sua bissexualidade em 1976, em entrevista à revista Rolling Stone, casou-se com a engenheira de som Renate Blauel em 1984, tendo a união se dissolvido em 1988. Em 2005 celebrou contrato de parceria civil com David Furnish, com o qual vive desde meados da década de 1990. No Natal de 2010 nasceu Zachary Jackson Levon Furnish-John, gestado por uma mãe de aluguel e filho biológico de um deles. Embora tenha diminuído o ritmo de lançamento de novos discos, Elton John permaneceu em evidência na década de 1990, lançando canções de sucesso como Can You Feel The Love Tonight, The One, Something About The Way You Look Tonight, Blessed. É considerado um dos maiores e mais influentes artistas da atualidade, lançando novos trabalhos regularmente. Nos últimos anos compôs os musicais Billy Eliot e Lestat, que ficaram em cartaz na Broadway.